Blog

Utilização do gelo também na prevenção de lesões

Posted by:

Quando nos contundimos durante uma atividade física, a primeira ação que fazemos é procurar gelo para colocar na musculatura ou articulação lesionada. A utilização dele nesta situação está correta, mas esta não é a única utilidade do gelo na prática de atividade física. Não é de hoje que vemos maratonistas, triatletas, jogadores de futebol e atletas de outras modalidades dentro de uma banheira com água fria e gelo para a acelerar recuperação muscular para o próximo treino e para a próxima partida.

Para entendermos melhor o efeito benéfico do gelo, vamos explicar como é realizada a recuperação muscular após uma atividade física.Quando praticamos algum exercício físico com sobrecarga acima das que estamos acostumado a fazer no dia-a-dia, ocorrem microlesões e inflamações nas fibras musculares, num período de até 48 horas do término atividade (mais conhecidas como  “dor muscular tardia” e “dor do dia seguinte”). Para que o atleta ou o praticante de atividade física possa retornar aos treinos com uma recuperação muscular completa, é necessário o término desta inflamação e a cicatrização das fibras musculares que apresentaram microlesões. Uma vez que “temos pressa” para voltar aos treinos para não perder a técnica e o condicionamento adquiridos, o gelo entra em ação para acelerar esta recuperação muscular, com o objetivo de diminuir o fluxo sanguíneo para a região lesionada e facilitar a restauração das fibras musculares.

Como sugestão, entre numa banheira de gelo (sei que é desconfortável nos primeiros minutos, mas logo se adaptará à temperatura baixa da água) no mesmo dia da competição- não é necessário que seja logo após o término da atividade- ou no dia seguinte dela, num tempo máximo de 15 minutos pois, se ficar mais tempo na banheira, está comprovado que o efeito do trabalho não será benéfico para a recuperação (podendo até aumentar o fluxo sanguíneo para a região). Se a pessoa não quiser entrar numa banheira gelada, ela também pode fazer, nos mesmos 15 minutos, compressas de gelo nas principais musculaturas envolvidas na atividade que realizou.

Se tivermos o hábito de utilizar o gelo para acelerar a restauração das fibras musculares , tenho certeza que dificilmente teremos lesões musculares crônicas ( a longo prazo), que são decorrentes de recuperações musculares incompletas e estas podem afastar o atleta ou o praticante da atividade por longos períodos. Adaptando o ditado: “é melhor prevenir com gelo do que remediar com ele”.

 

0


Add a Comment