Blog

Recuperação Ativa no final da temporada

Posted by:

Após meses de treinamentos intensos e algumas competições, o final do ano é o momento ideal para um atleta ou um praticante de exercícios físicos descansar para  planejar o início da próxima temporada. Engana-se que é um período sem nenhum exercício físico e só ficar sentado no sofá com um copo de cerveja na mão, pois isso só atrasará o planejamento do próximo ano e aumentará a chance de ocorrerem lesões na volta aos treinos. O melhor a se fazer uma Recuperação Ativa, através de treinos mais leves e/ou com outras modalidades.

Num período de 10 a 15 dias antes do final do ano, a Recuperação Ativa trata-se da redução da carga de treinamentos, com durações e intensidades menores do que em outros períodos da temporada, com o objetivo de fazer um atleta descansar física e mentalmente para iniciar uma nova temporada com o organismo totalmente recuperado. Ela é recomendada pois, se um atleta continua com uma carga de treinamento forte, a chance de aparecer lesões e problemas com excesso de treinamento aumentam. Explicando de uma maneira geral, a Recuperação Ativa nada mais é do que o período de férias da modalidade que o atleta/praticante realiza.

Nestas “férias”, atividades físicas diferentes da modalidade principal são recomendadas ao atleta/praticante, ou seja, a Natação para o corredor, o Ciclismo para o remador, etc. Assim, não haverá nenhuma cobrança de resultado com a prática destas atividades ( o que aceleraria a recuperação psicológica) e não criaria dificuldades para ele retornar ao período de preparação física para a temporada seguinte.

Caso prefira continuar treinando a mesma modalidade praticada, o ideal seria não ultrapassar os 35-40 minutos de atividade no dia (e aconselharia fazer outra atividade no dia seginte) e ”esquecer” a intensidade do treino, fazendo-o de maneira extremamente leve.

Assim como no nosso trabalho, na atividade física também é necessário “pisarmos no freio” para melhorarmos a nossa performance. Uma sequência de treinos fortes sem nenhum dia ou período de recuperação só aproxima o aparecimento de lesões e os sintomas do Overtraining (excesso de treinamento) se tornam cada vez mais notáveis. Com isso, troque o verbo “treinar” pelo “praticar exercícios físicos” e descanse até o início de 2013.

 

0


Add a Comment